Consulta habilitação do seguro desemprego pode ser realizada pelo aplicativo

O seguro-desemprego é um direito do trabalhador brasileiro, previsto na Constituição Federal (arts. 7º, 201 e 239). A principal regulamentação infraconstitucional foi feita na Lei n. 7.998/90. Também há regulamentação na Lei n. 10.779/03 (pescadores) e na Lei Complementar n. 150/15 (domésticos). Os principais beneficiados são os empregados dispensados sem justa causa, desde que preenchidos os requisitos legais. Mas outras pessoas também podem receber, como os resgatados do trabalho forçado, pescadores profissionais (pesca artesanal) e afastados para qualificação.

O seguro-desemprego é fiscalizado pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS). Já o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) é destinado ao custeio do seguro-desemprego. O FAT é gerido pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (CODEFAT). Os pagamentos são feitos pela Caixa Econômica Federal.

– Quem tem direito ao seguro desemprego?

Para saber quem tem direito ao Seguro Desemprego é preciso enquadrar nos critérios do Governo Federal. As principais exigências são:

Não receber outro benefício assistencial;
Não ser sócio de empresa, ou ter participação societária em pessoa jurídica;
Para trabalhadores rurais, é necessário nos últimos 24 meses ter pelo menos 15 meses trabalhados com a carteira assonada.
Precisa estar pelo menos 16 meses sem receber o seguro desemprego;
Ter sido demitido sem justa causa de emprego com carteira assinada;
* Todos trabalhadores que ficaram desamparados poderão solicitar o benefício, desde que estejam dentro das exigências.

– Para que serve a consulta habilitação?

Assim que um trabalhador é mandado embora sem justa causa, ele tem que dar entrada na habilitação do seguro desemprego para começar a receber o benefício. Dessa forma, é preciso fazer o requerimento e acompanhar para saber se o seu benefício já está habilitado para ser recebido.

A consulta de habilitação do seguro desemprego é um procedimento muito simples, que pode ser feito pela internet tanto pelo site da Caixa quanto pelo site do MTE. Essa mte consulta de habilitação pode ser realizada em apenas alguns minutos.

Confira a seguir um passo a passo para realizar a consulta seguro desemprego liberado:

mte consulta de habilitação

Passo 01. Acesse o site da Caixa acessando o site https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01. Quando a página carregar, insira o seu PIS e a senha da internet. Depois de preencher todos os campos clique em “OK”.

Passo 02. Se você não possui uma senha ainda, será necessário criar uma. Insira o PIS e, em seguida, clique na opção “criar senha”. Escolha uma senha e cadastre-a. Retorne para a página de login e preencha todos os campos com as informações solicitadas.

Passo 03. Agora você poderá realizar a consulta habilitação seguro desemprego. Se o benefício estiver habilitado, o trabalhador terá um prazo de até 90 dias para sacar o valor disponível em sua conta.

Se o beneficiário não sacar o dinheiro dentro de três meses, o valor voltará para os cofres do Governo Federal.

– Como fazer a consulta pelo site

Muitos trabalhadores não sabem, mas é possível realizar a seguro desemprego consulta através da internet, por meio do site da Caixa e do Ministério do Trabalho. Para realizar a consulta, será necessário estar com o número do PIS em mãos. Esse número está presente em sua Carteira de Trabalho e no seu Cartão Cidadão.

Todo o procedimento é bastante simples e não leva mais do que 3 minutos para ser concluído. E se essa é a primeira vez que você fará a consulta seguro desemprego caixa, leia atentamente as orientações em nosso passo a passo abaixo:

Consulta Seguro Desemprego

Passo 01. Acesse a página do PIS, no site da Caixa, acessando o site https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01).

Passo 02. Quando a página carregar, será possível visualizar um formulário com dois campos. Insira o número do NIS/PIS e a sua senha da internet. Marque a caixa indicando que você não é um robô e clique em OK.

Passo 03. Se você não possui uma senha, não se preocupe. Insira o número do seu PIS no campo indicado e clique em “Cadastrar Senha”. Em seguida, escolha uma senha e conclua o seu cadastro.

Passo 04. Depois, volte para a página de acesso, insira o seu PIS novamente a nova senha. Clique em OK para acessar o sistema.

Agora você poderá visualizar o saldo, o quanto tem a receber, o valor que a liberar e outras informações relevantes sobre o seu seguro desemprego.

– Como fazer a consulta pelo aplicativo

O aplicativo está disponível para telefones Android e iOS (iPhone). E a seguir você verá como baixá-lo:

Consulta Seguro Desemprego


Passo 01. Vá até a Google Play e digite “Caixa Trabalhador” no campo de buscas e toque na primeira opção para instalar o app em seu celular. Ou você pode acessar o link direto https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.trabalhador.


Passo 02. Com o aplicativo instalado, basta inserir as suas informações de acesso para consultar o PIS/Abono Salarial, as parcelas do Seguro Desemprego, Calendário de Pagamento e outras informações importantes sobre os seus benefícios como trabalhador.


O app também traz diversas vantagens, como a possibilidade de encontrar uma agência Caixa mais próxima de sua residência, além de ter mais facilidade para navegar no app. É tudo muito simples, prático e intuitivo. Você gostará bastante.

– Como sacar o seguro desemprego

Para rentistas da Caixa Econômica Federal, as parcelas são depositadas na Conta Poupança ou conta Caixa Fácil desde que a conta seja individual e possua saldo e movimentação. Com o Cartão Cidadão, que tenha senha cadastrada, é possível fazer o saque em unidades lotéricas, Correspondente Caixa Aqui e terminais de autoatendimento desse banco. Para quem não possui o Cartão Cidadão, também é possível fazer o resgate na boca do caixa.

Documentos necessários para solicitar o seguro-desemprego

  • Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • Comprovante de inscrição no PIS/PASEP;
  • Requerimento de seguro desemprego e comunicação de dispensa impresso pelo empregador;
  • Termo de rescisão do contrato de trabalho (TRCT) acompanhado do termo de quitação de rescisão do contrato de trabalho (nas rescisões de contrato de trabalho com menos de 1 ano de serviço) ou do termo de homologação de rescisão do contrato de trabalho (nas rescisões de contrato de trabalho com mais de 1 ano de serviço);
  • Documentos de levantamento dos depósitos no FGTS ou extrato comprobatório dos depósitos;
  • CPF
  • Carteira de identidade ou certidão de nascimento ou certidão de casamento com protocolo de requerimento da carteira de identidade; ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no prazo de validade; ou passaporte; ou certificado de reservista;
  • Comprovante dos 2 últimos contracheques ou recibos de pagamento.

O Seguro Desemprego é um direito de todo trabalhador assalariado. E a quantidade de parcelas varia de acordo com o tempo trabalhado durante os últimos meses/anos.

Esperamos que com essas dicas você consiga consultar o seguro desemprego e que o benefício esteja habilitado para ser sacado. Em caso de dúvidas, faça um comentário pra que a gente possa te ajudar. Boa sorte!